Ana Paula Valadão Fala sobre MUDANÇAS NO DIANTE DO TRONO CONFIRA A ENTREVISTA!

ANA PAULA FALA SOBRE A MUDANÇA DO DT PARA A GRAVADORA SOM LIVRE E DELA PARA A GRAVADORA INTEGRITY MUSIC(DA HILLSONG) E MUITO MAIS!! Confira: 1- Ana, o DT comemora esse ano 12 anos de caminhada. Como você vê o seu ministério hoje? Desde que o DT começou fui direcionada a ministrar ao Brasil, profetizar à nossa nação. Lembro-me como se fosse hoje de uma visão espiritual que tive em 1997. Vi a bandeira do Brasil, com mãos que se estendiam para mim e pediam socorro. Na época, eu estava fora do país, e pronta para ir aonde o Pai me enviasse. Entendi que Ele estava me chamando de volta à minha terra, e voltei, pronta para servi-Lo aqui. E é isso que tenho feito ao longo desses 12 anos no DT. Chegar aos 12 anos é uma emoção muito grande, e me faz perguntar ao Pai o que Ele tem neste tempo agora. 12 na Bíblia é um número importante. 12 tribos de Israel, 12 discípulos do Senhor Jesus, 12 portas da Nova Jerusalém. 12 anos traz ao meu coração, mais do que nunca, a impressão de um novo tempo, um novo começo, muito especial. Promessas do Senhor lá do início têm sido reavivadas dentro de mim, especialmente no que diz respeito ao meu chamado pessoal para as nações. E é assim que estou entrando neste novo tempo ministerialmente, revendo o início de tudo. 2- O Diante do Trono tem dedicado tempo para ministrar a outras nações nos últimos anos. Como isso aconteceu? Acredito que conseguimos abençoar outras nações porque mesmo voltados para o nosso país, jamais perdemos de vista o “Ide” do Senhor. Alcançar os confins da Terra é uma realidade para todo aquele que ama e quer obedecer ao Senhor Jesus. Nesses 12 anos investimos em viagens missionárias de curto prazo, adorando e profetizando em diversos países como Guatemala, Inglaterra, EUA, Japão, Alemanha, Indonésia e Israel. Esse ano, em outubro, ministraremos com o grupo na Suíça. Também investimos em obras de evangelismo e ação social como o Projeto Índia, e a gravação de CDs infantis em diversas línguas, como albanês, polonês e turco. 3- O serviço à própria Igreja Batista da Lagoinha continua sendo uma parte importante para o DT? 12 anos depois continuamos servindo à nossa amada Igreja local, que nos pastoreia. Nunca fomos um grupo que viajasse muito, com agenda cheia. Sempre estivemos presentes na vida da Igreja local, e sentimos que Deus tem chamado o grupo para estar ainda mais dentro da vida de Lagoinha. Ela é nossa casa, e estamos vivendo um retorno a muitas coisas lá do início. Por exemplo, nosso X Congresso voltou a acontecer no templo da IBL. Nossa 12ª gravação foi em BH, e os membros de Lagoinha puderam participar com mais facilidade. Estamos sentindo um retorno até mesmo no apoio que, como grupo, a Igreja tem nos dado atualmente. 4- Recentemente você assinou um contrato com a Integrity Music, gravadora americana que representa ministérios como Hillsong. Como foi esse contato? Desde o ano 2000 tenho desenvolvido um relacionamento com os irmãos da Integrity. Naquele ano eles nos procuraram e fiz as versões e gravamos com o DT os CDs Aclame ao Senhor e Shalom Jerusalém, que marcaram nosso ministério com uma unção maravilhosa. Aliás, foi muito interessante termos feito exatamente esses dois projetos, pois quando eu voltei dos EUA mostrei o Aclame para um amigo dizendo que era aquilo que eu queria fazer, e ele me desmotivou. Anos depois, lá estava eu, gravando aquele CD em minha língua. E o Shalom, além dos propósitos que o Senhor já tinha para mim junto ao povo de Israel, era também o CD preferido do maestro Sérgio Gomes, do DT. Realizamos dois sonhos naquela parceria. De lá pra cá fomos amadurecendo, vencendo muitas batalhas, e chegou finalmente o tempo de desenvolver mais intensamente o ministério que Deus tem me dado a outras nações. Gravaremos em inglês e em espanhol, e assim, cremos que as canções abençoarão muitas vidas que ainda não foram tocadas por causa da barreira da língua. 5- O que muda da parceria que foi estabelecida com a Integrity quando o Diante do Trono gravou os CDs Aclame ao Senhor e Shalom Jerusalém para agora? Na gravação do Aclame e do Shalom a parceria foi com o DT, e desta vez é diretamente comigo. Não estou deixando o Diante do Trono, de forma alguma! Todos entendemos que fora do Brasil há um chamado de Deus específico para mim, e que é chegado um novo tempo para eu desenvolver esse ministério. No contrato com a Integrity está bem claro que meu ministério no Brasil é com o DT, e vou continuar gravando, compondo em português, realizando congressos e viagens junto com o grupo, mas, tudo o que diz respeito a mim fora do Brasil, especialmente nas línguas inglesa e espanhola, será desenvolvido pela Integrity. 6- Uma das atividades dessa parceria será a gravação de um CD em Israel com o Paul Wilbur, com quem você gravou Shalom Jerusalém há alguns anos. Como será esse projeto? Eu fiquei muito feliz com esse projeto, pois há alguns anos tenho ido a Israel e amo aquela nação. A gravação acontecerá na abertura da Festa dos Tabernáculos, desenvolvida pela Embaixada Cristã em Jerusalém. É uma festa linda, e no primeiro dia montam um palco maravilhoso no deserto de En-Gedi (perto de onde Josué atravessou o Jordão e lutou em Jericó! Também onde Davi se escondia de Saul e compôs tantos de seus Salmos!). Ali, mais de 200 nações se reúnem para adorar ao Senhor e o Brasil é uma das nações mais numerosas a participar! Haverá uma tour promovida pela Integrity, saindo dos EUA e também do Brasil. O Pr. Jack Hayfford, o Paul Wilbur e eu estaremos ministrando em diversos lugares significativos durante a viagem. Quem desejar participar pode ter mais informações na nossa agenda. Este ano, assim como nos anteriores, irei para Jerusalém mais cedo, antes da Festa dos Tabernáculos, para ministrar na Convocatória Para Todas as Nações, dirigida pelo Pr. Tom Hess. É uma conferência onde milhares de representantes de mais de 200 nações também se encontram, mas a proposta é voltada para a intercessão. É um pedacinho do céu, adorar e orar em meio à gente do mundo todo. Sempre me faz lembrar daquele grande dia, diante do trono do Cordeiro! Quem desejar mais informações sobre a convocatória, acesse o site http://www.jhopfan.org . 7- Após a gravação do CD e DVD Tua Visão o Diante do Trono anunciou o estabelecimento de uma parceria com a Som Livre. Como isso aconteceu e como afetará o ministério? Deus sempre nos surpreende. Há algum tempo temos ouvido o Senhor falar que é hora de sairmos das quatro paredes da Igreja, de influenciarmos a sociedade, de levarmos o Evangelho aonde ainda não chegamos. Quando a Som Livre nos procurou oramos muito para termos a certeza de que não estaríamos dando um passo errado, pois é uma distribuidora secular. É, sem dúvida alguma, a maior distribuidora de música no Brasil. E cada vez foi ficando mais forte a convicção de que era uma grande porta aberta por Deus para nos abençoar e, principalmente, para alcançar pessoas que ainda não ouviram a mensagem do Evangelho através de nossas canções. A parceria começa agora já com o lançamento do CD e DVD Tua Visão, previsto para outubro, e eles também distribuirão outros produtos do nosso catálogo. Se essa parceria afeta o ministério, certamente é trazendo mais crescimento, mais expansão da mensagem que cantamos, para a glória de Deus. 8- Esse está sendo um ano bem diferente para você, com o nascimento de um novo filho e o estabelecimento dessas parcerias com a Som Livre e com a Integrity. Para essa nova fase na sua vida pessoal e ministerial você deixará a liderança do DT? Não. Deixar a liderança do DT não está no meu coração. Apesar de me dedicar mais ao meu ministério fora do Brasil, compondo em inglês, gravando um CD meu e este junto com o Paul Wilbur em Jerusalém através da Integrity, o meu ministério no Brasil continua através do DT. É claro que haverá renúncias, pois precisarei abrir mão de estar aqui em muitos momentos para viajar a outras nações, mas isso, de certa forma, já acontecia. Junto a esse novo momento ministerial tenho vivido um novo tempo como família. Nosso segundo filho nasceu, e desejamos, mais do que nunca, estar mais juntos, até ministerialmente, como família. Meu esposo tem sido chamado por Deus para liderar e mobilizar no movimento missionário da Igreja brasileira, e sentimos que é necessário que ele se prepare melhor para isso. Ele vai estudar, e é claro que o acompanharei por onde for. A princípio estaremos passando alguns meses em Dallas, nos EUA, a partir de agosto deste ano. Mas, não deixarei o DT e estarei presente nas principais atividades e eventos do grupo. 9- No congresso foi possível perceber que há novos integrantes no grupo. Quem são eles e como foi que aconteceu o convite para eles integrarem o DT? O CTMDT é o lugar que Deus levantou para discipularmos melhor a nova geração. Ali temos convivido com jovens apaixonados por Cristo, talentosos, e convidamos alguns deles para entrarem para o DT, trazendo uma renovação em nosso meio. Especialmente agora em que estarei mais fora do Brasil, vemos que a presença destes novos integrantes será muito boa. Durante o meu resguardo pelo nascimento do Benjamim tivemos uma prova disso, pois juntamente com a Soraya, Helena e Clay eles ajudaram a liderar o louvor nos cultos da IBL, e em outros momentos de ministração, como no Dia Mundial de Oração. Foi muito bom ver na minha “ausência” (por causa do resguardo, assisti tudo pela TV) uma oportunidade para os membros do grupo liderarem o louvor também. Sei que eles não me substituirão em grandes eventos em que o público espera a minha presença. Mas, o dia a dia do grupo vai continuar, especialmente nas ministrações em Lagoinha. 10- Como você vê o Diante do Trono daqui em diante? O DT é um grupo de pessoas fiéis ao chamado de Deus para suas vidas, e todos se alegram em viver e me ver cumprindo a vontade Deus. Vamos prosseguir juntos, servindo ao Senhor entendendo o tempo e a hora que estamos passando. E é nesta obediência que podemos entrar no melhor de Deus. Há portas muito grandes se abrindo para nós no Brasil, mesmo que pareça uma contradição por eu estar investindo mais tempo nas nações. Mas Deus pode fazer em poucos dias aqui ou em outro lugar do mundo, o que eu não conseguiria fazer em anos. Creio que será um tempo para todos nós vivermos no sobrenatural de Deus, alcançando onde ainda não alcançamos com a mensagem que Ele nos entregou, aqui, e nos confins da Terra.

Nenhum comentário