Ana Paula Valadão propõe 40 dias de consagração por novo DVD

Ana Paula Valadão escreveu em seu blog convidando á todos para 40 dias de consagração conjunta até o DT14 Natal no dia 16 de Julho.

Confiram:

Olá queridos,

A partir do dia primeiro de Junho iniciaremos 40 dias de jejum e consagração, até nosso ajuntamento em Natal, Rio Grande do Norte, no dia 16 de Julho.

Se fizermos a conta veremos que são 47 dias, pois desta vez, aos Domingos entregaremos o jejum (com moderação, é claro!). Que os Domingos sejam oportunidades de estar celebrando em família e como Igreja, nos alegrando em nosso Deus por Sua bondade em nossas vidas.

E por falar em família, nesta gravação do DT 14 percebo que Deus deseja liberar cura. O texto de Malaquias 4:2,6, que inspirou a canção específica para Natal, conhecida como “cidade do sol”, fala de cura. E é interessante ver a conexão entre a cura para a Terra associada à cura das famílias.

“Mas sobre vós que temeis o meu nome nascerá o Sol da Justiça, trazendo cura em Suas asas…converterá o coração dos pais aos filhos e dos filhos aos pais, para que eu não venha e fira a Terra com maldição”.

Quando pensamos na nação e seus desafios, uma das maiores transformações que precisamos ver é nas famílias. Afinal, caráter, honestidade, dignidade, respeito, consciência de coletividade, de amor ao próximo, são formados, ou não, dentro do lar (seja ele evangélico ou não!). Esses valores são passados de pais para filhos, geração após geração. Os conceitos que regem uma sociedade começam dentro da família. Se temos autoridades corruptas, não imaginemos que eles são uma “raça” à parte. São gente como nós, são nosso povo, são reflexo de nossa sociedade, que é corrupta em todos os níveis. Por isso na família, pode acontecer a ruína e também a cura de toda uma nação.

Nos dias de hoje, como está a família? Como se formam as nossas crianças? Como está a relação entre pais e filhos, filhos e pais? Qual o referencial de paternidade que nossos filhos têm podido observar e seguir? Qual a postura da mãe? Se colhemos o que semeamos, como está a semeadura nos pequeninos, que gera a colheita de uma sociedade, de uma nação, fruto do que é plantado no seio da família?

Como lemos, na última página do Antigo Testamento Deus fala através do profeta Malaquias que enviará Elias, e este converterá o coração de pais aos filhos e de filhos aos pais para que a Terra não seja ferida com maldição. Podemos perceber o propósito de Deus de sarar a Terra, sarando as famílias. E como isso irá acontecer?

Nas primeiras páginas do Novo Testamento Jesus disse que João Batista veio na unção de Elias, preparando o caminho do Senhor, apregoando arrependimento de pecados. E o arrependimento é que traz a mudança de atitudes, de posturas que são contrárias ao ideal de Deus, convertendo também nossos corações, curando nossos relacionamentos, principalmente familiares.

Acredito que nesses dias, enquanto a Igreja clama por um avivamento que provoque mudança de coração, Deus está para derramar de Seu Espírito de uma maneira poderosa. E podemos esperar que nossas famílias sejam tocadas, nossas estruturas familiares sejam sacudidas, para que nossa nação seja sarada, a começar de nós, povo que se chama pelo nome do Senhor.

Em Natal, dia 16 de Julho, clamaremos juntos: “Jesus, és o Sol da Justiça. Jesus, és a Luz deste mundo. Nasce sobre nós, trazendo cura em Tuas asas”.

Ana Paula Valadão.

Fonte: Portal DT

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Comentários
0 Comentários
Obrigado pelo seu comentário
var pres = document.getElementsByTagName("pre"); for (var i = 0; i < pres.length; i++) { pres[i].addEventListener("dblclick", function () { var selection = getSelection(); var range = document.createRange(); range.selectNodeContents(this); selection.removeAllRanges(); selection.addRange(range); }, false); }