Header Ads

Ana Paula Valadão cai "no " Espirito, mas Edir cai "do" espirito

Neste domingo uma matéria jornalística, de cunho capcioso, foi ao ar questionando o fenômeno do “cair no Espírito”, prática bastante utilizada na liturgia das igrejas pentecostais e neo-pentecostais. Este assunto tomou conta da internet, a algumas semanas atrás e voltou a tona neste domingo por meio da televisão aberta, especificamente o canal Record de propriedade do Bispo Edir Macedo.
Acredito que a reportagem foi direcionada, de acordo com as convicções do Bispo Macedo, à desmoralizar a maioria das igrejas que apoiam e praticam o “cair no Espírito”. A reportagem se apoiou nas experiências negativas de algumas pessoas que frequentaram igrejas que praticavam o fenômeno, e expuseram de maneira equivocada várias lideranças evangélicas, e principalmente o ministério da Igreja Batista de Lagoinha em Belo Horizonte.
O programa Domingo Espetacular tentou de maneira subversiva dizer que as igrejas pentecostais, fazem de seus cultos um Espetáculo Dominical. Sabemos que existem muitos erros doutrinários e a prática e entendimento equivocado sobre muitos assuntos bíblicos, mas será que essa reportagem não tinha um outro objetivo, uma outra intenção?
Será que isso não tem nada a ver com o fato da Igreja Batista de Lagoinha possuir uma grande rede de televisão na região mineira? Será que não é porque os maiores vendedores de cd’s evangélicos do Brasil, que fazem parte da Lagoinha, serem contratados da Graça Music (presidida por R.R. Soares) e Som Livre (Rede Globo)? Bem, acredito que a reportagem tinha uma intenção ideológica e política, e obviamente o desejo de desmoralizar ministérios e pessoas que atrapalhem os planos da Record e do Bispo Macedo. Cada vez mais creio que ele queira realmente ser a “GLOBO dos crentes”!
O fato é que enquanto a Ana Paula Valadão é mostrada “caindo NO Espírito”, a Rede Record, presidida pelo Bispo Macedo, demonstra que ele “caiu DO Espírito”, pois anda jogando num time diferente da maioria do evangélicos...faz tempo!
Como teólogo e pentecostal, acredito que o “cair no Espírito” não seja necessariamente um fenômeno, mas uma reação de reverência diante da ação sobrenatural de Deus. Somente no AT, vemos 11 casos de pessoas que caíram ao chão, prostradas em sinal de adoração a Deus. A quantidade de textos referentes a esta reação não suportam e nem fundamentam uma doutrina, portanto esta reação é de fórum pessoal e experiencial. Na minha opinião, erram aqueles que querem fazer do “cair no Espírito” uma doutrina, e erram aqueles que rejeitam esta expressão como uma manifestação real da ação do Espírito Santo, tentando invalidar sua prática.
De acordo com a Bíblia, ninguém deve ser induzido a cair no Espírito, mas se por decisão pessoal e ação sobrenatural, alguém cair, então ao levantar, esta pessoa deve atribuir a Deus toda glória e louvor, e obviamente andar em mudança de vida e mentalidade, após esta experiência pessoal.
Quanto a reportagem do Domingo Espetacular, apenas uma palavra: DESNECESSÁRIA! Nós já temos muito com o que nos preocupar neste mundo que jaz no Maligno, e a última coisa que precisamos, é de uma “guerra santa” em rede nacional.

Nenhum comentário