Damasco - Os cristãos da cidade de Maalula afirmam que grupos rebeldes os ameaçaram de serem crucificados como Jesus, se eles não se converterem ao islamismo.


O casal de idosos cristãos, Yussef Naame e sua esposa Norma, que moram na cidade síria de Maalula, ao noroeste de Damasco, relatam que os islâmicos invadiram a vila no inicio de outubro gritando “Alá é grande!”. “Os jihadistas nos ameaçaram: ‘Convertei-vos ao islã ou serão crucificados como Jesus’”.

Já outro cristão identificado como Sami Amir, que mora no bairro de Al Qassaa, nos arredores de Damasco, disse que “recentemente percebi que aos domingos são lançados mais de 15 morteiros ao dia… Estão atacando as áreas cristãs”

Os cristãos representam apenas cerca de 10% da população, em um país que tem 23 milhões de habitantes.

Por sua vez os extremistas acusam os cristãos de darem apoio ao presidente Assad, sendo os cristãos o principal grupo minoritário que esta sendo atacado pelos extremistas islâmicos.

                                                                                                                                             Portal Padom


Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Comentários
0 Comentários
Obrigado pelo seu comentário
var pres = document.getElementsByTagName("pre"); for (var i = 0; i < pres.length; i++) { pres[i].addEventListener("dblclick", function () { var selection = getSelection(); var range = document.createRange(); range.selectNodeContents(this); selection.removeAllRanges(); selection.addRange(range); }, false); }