Entenda "Amor à vida" e Evangélicos

De um tempo para cá, é notável a participação de cantores gospel em programas de TV em especial na Rede Globo. Essa formula  deu tão certo que foi produzido  um programa só para o meio  gospel o “Festival Promessas”, que já teve 3 edições  fora os regionais( Recife, São Paulo, Recife)
Em alta, a cantora Aline Barros  fora convidada  para fazer uma participação especial no culto de Virada na igreja da novela das 9 horas(informado pelo site TV foco)   que é “Amor a Vida”. Mas devida a  causas não justificadas a cantora desistir da participação.Então  o convite chegou ao cantor Kleber Lucas, com evidencia  após o prêmio do Grammy  Latino, que cantou “Te agradeço” e tudo.
A Novela trata a religião Evangélica de forma verdadeira,sem discriminação e mostrando de forma autentica, pelo menos o  núcleo evangélico, e isso não foi a toa.Toda essa  história do núcleo evangélico na novela global das 21 horas foi um pedido de um movimento de pastores evangélicos entre eles, Pastor Silas Malafaia  e Bispo Robson Rodovalho (Folha de São Paulo online dia 06/01/2013) ,dentre outras  solicitações.
Esse movimento tinha como solicitação a produção de uma história que contasse a vida de uma  “heroína da fé” em uma novela da emissora. Em reunião com os diretores foi exigido essa  “retratação”, já que a emissora anteriormente não retratou de forma real os evangélicos e por muita vezes agiu de forma desrespeitosa com esse público ,sem  falar que houve  grande repercussão dessa péssima  visão, já que as novelas globais são os principais produtos no quesito audiência .Com essa solicitação, a Globo deu essa missão ao autor de sua próxima novela das 21 horas, que na filha de produções seria Walcyr Carrasco, fazendo sua estreia no horário nobre. Carrasco possui vários sucessos da dramaturgia  no seu currículo em outros horários como “O Cravo e a Rosa” e “Chocolate com Pimenta”


 No processo de formulação  o autor criou uma personagem que teria  a princípio uma vida de prostituição,mas popularmente conhecida como “periguete” que em sua trajetória  em  “Amor á vida” se converteria ao evangelho  e mudaria de vida, então foi criada a personagem Valdirene (Tatá Werneck) .Com o grande sucesso da personagem periguete , Walcyr  resolveu  mudar de ideia.O que ele fez foi transferir a missão para outro personagem  no caso a Gina (Carolina Kasting)  que estava apagada da história ,mas que entraria com força  com a descoberta de uma romance com o próprio pai da moça, o que desistiu o autor.

Enfim o que muitos evangélicos questionam  é como retratar uma  vida cristã  em  uma novela que seus principais enredos  são :  homossexualismo, casamento gay e adoção , maldade, adultério e escândalos  familiares. E que os apresentam de uma forma tão direta e grotesca e ainda mais,como  aceitar nossos cantores (do meio gospel) em  programas  televisivos desse  tipo. Mas a pergunta  falada e questionada é essa :Até que momento é  pregar o Evangelho ou  se associar ao mal?

por Felipe Ivo
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Clique aqui para comentários
Anônimo
admin
16 de janeiro de 2014 00:24 ×

Eu Acho Interessante, Pois É Bom Ver Os Nossos Cantores Gospel Favoritos, Sem Precisar Comprar DVDs E Buscar Imagens Na Internet Ou Vídeos No Youtube!

Parabéns Anônimo.
Responder
avatar
Obrigado pelo seu comentário
var pres = document.getElementsByTagName("pre"); for (var i = 0; i < pres.length; i++) { pres[i].addEventListener("dblclick", function () { var selection = getSelection(); var range = document.createRange(); range.selectNodeContents(this); selection.removeAllRanges(); selection.addRange(range); }, false); }