Review: Deus no Controle - Eyshila

Por Herick Marques Diener
















Um dos maiores benefícios de ser uma ótima cantora, e também uma excelente compositora é, sem dúvidas, poder trazer algo de novo em cada um de seus álbuns. Podemos dizer que os dois dons (cantora e compositora) foram entregues à Eyshila, que acaba de lançar pela gravadora Central Gospel Music seu novo disco, ‘Deus no Controle’. 

Se engana quem acha que trazer algo de novo a cada trabalho é uma tarefa fácil! Como superar trabalhos tão bem feitos por Eyshila como em ‘Terremoto, ‘Até Tocar o Céu’, ‘Nada Pode Calar Um Adorador’ ou até mesmo o cheio de inovações tanto em produção, repertório e encarte, e que foi até mesmo indicado ao Grammy Latino, ‘Jesus, O Brasil Quer Te Adorar’.
                   
Produzido por Paulo Cezar Baruk, ‘Deus no Controle’ chega às lojas com 13 canções, entre as quais, em sua maioria, Eyshila é quem assina a composição, como em todos os seus trabalhos. Porém, ganha destaque as versões internacionais, que influenciaram até mesmo na produção do disco, sendo visto como um ponto positivo por uns e negativo para outros. 
De cara, quando você coloca o disco para tocar, já leva um susto por não ser uma canção animada como quase sempre acontece nos disco da artista. ‘Lugar de Vida’ é calma, reflexiva e emocionante do início ao fim. Ouvimos nessa canção um pedido para que Deus reine sobre nossas casas, e a partir desse momento a prosperidade virá sobre os nossos lares. Apesar de simples os arranjos são ótimos e  coerentes com o estilo da canção. 

A faixa que intitula o disco vem em seguida: ‘Deus No Controle’ tem os ingredientes perfeitos para ser um dos maiores sucessos na carreira da cantora, que tem um lugar separado nas igrejas, uma vez que detém o poder de fazer as melhores canções congregacionais. A letra fala para não nos preocuparmos com o que acontece hoje e que Deus está na frente de tudo em nossa vida. (Depois que ler essa resenha, corra para ver o clipe que esta maravilhoosooo! kk) 
                     
Assim como a faixa título, ‘De Tal Maneira’, também foi escolhida para representar o disco nas rádios de todo o Brasil. Uma escolha certeira, pois a canção é uma das melhores do álbum. Ganhando mais força no refrão é possível ouvir uma segunda voz masculina acompanhando a cantora. Fala sobre o grande amor que Jesus tem por nós, apesar dos nossos pecados e falhas. Merece vários e vários replays. 
Talvez uma das músicas menos interessantes do disco, ‘Simplesmente te Adorar’ representa o lado sempre presente nos CDs de Eyshila das canções de adoração. A letra é simples e pequena, e nem mesmo a produção ganhando força em seu decorrer conseguiu salvar a canção, que ainda por cima é uma das mais longas do disco (6:22). 

Dando continuidade, temos ‘Deus Ainda Me Ama’ que pode ser impressão da minha cabeça, mas sempre que ouço esse vocal ao fundo, me lembro do extinto (e perfeito) Grupo Voices, a qual Eyshila fez parte desde sua primeira formação em 1997. Temos aqui uma letra que se refere ao incondicional amor por nós, com direito a um pequeno trecho do hino número 169 da harpa crista, ‘Oh! Jesus Me Ama’. Um exemplo de uma canção longa, a de maior duração do disco por sinal, porém, que nos leva a ouví-la até o seu fim. 
                     
Oops, que introdução perfeita é essa? ‘Tão profundo’ se inicia com uma produção excelente e com um ar internacional caindo  como uma luva para a canção, que conta com a participação de David Quinlam, que não poderia ser descartado da música jamais. 
O ministério Vineyard teve seu tão aclamado sucesso ‘Me Derramar’ quase superado por Eyshila, numa versão boa e bem produzida para a canção, mas que perde pontos por ser uma regravação de uma música que já foi muito cantada nas igrejas e tocada nas rádios. (Me critiquem se quiserem, mas estou farto de ouvir tantas regravações em CDs este ano!). 
‘Que Darei a Ti’ poderia muito bem ser uma das faixas de trabalho do álbum nas rádios. Uma melodia boa e letra muito bem escrita, que se refere a nossa impossibilidade de agradecer e retribuir tudo o que o Senhor tem feito por nós. Oi para o Paulo Baruk fazendo a segunda voz para a cantora no fundo. 

Esperadíssima, ‘Transformada’ é o aguardado e maravilhoso dueto de Eyshila com a cantora pentecostal de sucesso Cassiane. Uma ótima dica pra duplas femininas que gostam de cantar nas igrejas, fiquem de olho nessa música aqui! Arranjos, como em quase todo o CD, perfeitos. A participação de Cassiane pode ser descrita como a sua melhor em todos esses anos de ministério (Desculpa, Jozyane! Que chamou a cantora também para interpretar o sucesso ‘Santidade’ em 2007). Temos aqui mais uma possível canção que será sucesso nas rádios.

Quando ouço esse CD sempre pulo a faixa ‘Filho, Volta’ e pularei mais uma vez para fazer esse review. Não sendo essa uma faixa muito interessante.

Transportada do CD ‘Entre’ do produtor do álbum, Paulo Cezar Baruk, a música ‘Quanto Amor’ é de fato uma ótima canção, e esse de fato foi um ótimo dueto, mas nem para fazer uma nova versão da faixa para o disco? 
                         
Como uma homenagem para todos as mulheres do Brasil, ‘Mulher Vitoriosa’ é, se não me engano, a segunda canção do ministério da Eyshila feita especialmente para elas. Apesar da letra simples, a faixa é muito boa. Tecnicamente fecha o disco.

‘De Tal Maneira – Versão Bônus’ nada mais nada menos que a terceira faixa do disco, só que dessa vez numa versão mais animadinha, que poderá ser a preferida por muitos entre as duas. 
Em ‘Deus no Controle’, Eyshila apresentou tudo o que seus admiradores esperavam de uma cantora que vem se superando e trazendo algo diferente em cada CD. Pronto para ser sucesso nas igrejas com as canções congregacionais, o álbum traz o que o seu antecessor ‘Jesus, O Brasil Quer Te Adorar’ não trouxe em peso como neste álbum. A produção do disco pode ser repetida facilmente! Uma vez que o Paulo Baruk fez um trabalho bem legal junto com a cantora. $ucessos...
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Comentários
11 Comentários

11 comentários

Clique aqui para comentários
Anônimo
admin
26 de novembro de 2014 22:24 ×

Eu amei de mais o cd'
Deus no controle e linda'

Responder
avatar
Anônimo
admin
26 de novembro de 2014 22:59 ×

Se eu gostei de duas musicas foi pouco! N curti mesmo

Responder
avatar
Anônimo
admin
27 de novembro de 2014 10:19 ×

Eu gosto muito dos trabalhos da Eyshila!!! #DeusNoControle está muito bacana! Simplesmene Te adorar discordando do post é uma dacanções mais espirituais do cd! Deus ainda me ama é a menos interessante do cd na minha opinião apesar do coral... #Recomendo #Nota9 #RecomendoTambémJesusOBrasilQuerTeAdorar @eloipires7

Responder
avatar
Anônimo
admin
27 de novembro de 2014 15:18 ×

Eu amei Deus Ainda Me ama, apesar de ser bem longamesmo...... O hino no meioda musica ficou legal

Responder
avatar
Anônimo
admin
27 de novembro de 2014 18:13 ×

Melhor que o Jesus o brasil quer te adorar estar, sem duvidas!

Responder
avatar
28 de novembro de 2014 02:49 ×

Gostei !
Nota 7.5 para o album
De tal maneira e Deus no controle são as melhores

Responder
avatar
Anônimo
admin
28 de novembro de 2014 09:31 ×

Os Clipe Ficaram Otimos! Amei Esse CD

Responder
avatar
Grazianne Lima
admin
29 de novembro de 2014 13:01 ×

Não adianta ter uma ótima idéia se vc não tem repertório e o que eu vi nesse cd foi isso. Arranjos bons, influências internacionais, porém várias músicas desinteressantes, regravações e música de outro cd jogada direto pra esse. A Liz Lanne já tem poucos sucessos e ela ainda regrava (muito mal por sinal) Que Darei a Ti? Não curti esse trabalho dela. E olha que eu gosto muito dela. Nenhuma música marcante. Uma pena...

Responder
avatar
30 de novembro de 2014 12:17 ×

O Que Darei A Ti tambem e regravaçao! Verdade! ):

Responder
avatar
Anônimo
admin
1 de dezembro de 2014 17:03 ×

Faz do CD id3 do Thalles!

Responder
avatar
Anônimo
admin
1 de dezembro de 2014 20:21 ×

faz da Gabriella Rocha + Pra Onde iremos nois?

Responder
avatar
Obrigado pelo seu comentário
var pres = document.getElementsByTagName("pre"); for (var i = 0; i < pres.length; i++) { pres[i].addEventListener("dblclick", function () { var selection = getSelection(); var range = document.createRange(); range.selectNodeContents(this); selection.removeAllRanges(); selection.addRange(range); }, false); }