Header Ads

O que aconteceu com as cantoras pentecostais?

O que aconteceu com as cantoras pentecostais?

Cantoras que emplacaram inúmeros sucessos nas igrejas e rádios do país, venderam milhões de discos, emplacaram inúmeros hits  e consolidaram um lugar de destaque na música gospel brasileira, contudo porque esses quesitos não são mais atuais nos dias de hoje?



Cassiane - O seu álbum "Com Muito Louvor" revolucionou a música pentecostal, foi o mais vendido de todos os tempos com mais de dois milhões de cópias, as músicas deste CD se tornaram grandes hits e alguns chegaram a apelidar a cantora de "rainha das assembleias". Outros discos como "A cura", "Sementes da fé" e"25 anos de muito louvor" também se tornaram muito conhecidos pelo público que sempre prestigiou Cassiane.


Elaine de Jesus - Até o fim e Pérola, foram dois grandes álbuns que a consagram à uma das cantoras pentecostais mais conhecidas do Brasil, músicas com refrão forte, arranjos impecáveis e letras com um conteúdo cheio de relíquias do céu.



Damares - Apocalipse - um álbum que estourou no Brasil inteiro garantindo para Damares o lugar merecido no meio das cantoras pentecostais mais conhecidas do país, vários hits surgiram e o CD vendeu milhares de milhares de cópias.

Entretanto, o que quero abordar com esse tema não é os álbuns que fizeram sucesso ou então o número de vendagens, mas sim o porque dessas cantoras não fazerem mais sucesso nas igrejas evangélicas do país, só citarei como exemplo essas três cantoras. O que mais intriga é que nem as Assembleias de Deus de um modo geral trazem pro ministério de louvor, coral das mulheres e jovens as músicas pentecostais. Será que é por causa das letras? Cassiane canta "Com Muito Louvor" hoje canta "De uma forma diferente", Elaine de Jesus cantava "Ele é capaz" atualmente "Hoje tem festa", Damares cantava "Apocalipse" nos dias de hoje "Diamante". São letras assim digamos egocêntricas ou desnecessárias? Essas canções que elas cantavam antes é como se fosse uma adoração pentecostal, com um ritmo forte e que impacta aqueles que ouvem, já hoje em dia são canções com um conteúdo raso por isso que músicas no estilo adoração estão ocupando todo o lugar nas igrejas, sem dizer que a maioria das músicas pentecostais atuais só falam de vitória e conquistas. Também é desnecessário quererem mudar totalmente o estilo pentecostal pra pop pentecostal, sem contar que muitas não podem ser chamados de louvores mas sim de pregações cantadas, porque Deus fala com a gente na pregação e nós falamos  com Deus no louvor, se dissermos que Ele falou conosco nos louvores estamos enganados pois isso não é louvor mas sim pregação.
Enfim, pra essas cantoras que sumiram da mídia voltar a fazer sucesso nas igrejas, precisam mudar as letras dos hinos, músicas mais "cristocêntricas" é o que rege o momento, porque não voltem a gravar letras de compositores que escreveram pra elas nos primeiros álbuns? Pois terá um hora que farão sucesso só em rádios, e quão ruim será pois foi uma das primeiras músicas evangélicas a explodir no Brasil.


4 comentários:

  1. não concordo com a parte da Damares rs

    ResponderExcluir
  2. Damares continua fazendo sucesso , elaine e Cassiane foram pra MK e a yvelise sabe MT bem o q o povo quer ouvir delas

    ResponderExcluir
  3. Damares continua fazendo sucesso , elaine e Cassiane foram pra MK e a yvelise sabe MT bem o q o povo quer ouvir delas

    ResponderExcluir
  4. como cassiane e Elaine de Jesus estão algum tempo sem gravar algo inedito, e ambas estão agora na mk,tenho certeza que coisa boa vem por ai,,a final de contas ,são duas cantoras de renomes e de alta vendagem,, concerteza vai vender muito porque o Brasil está esperando,, eu mesmo vou comprar rs

    ResponderExcluir