Header Ads

Filha da cantora gospel Ludmila Ferber, Dani Lino participa do The Voice Brasil

Dani Lino quase não acreditou quando Carlinhos Brown, no último segundo da música "Meu Erro" (dos Paralamas do Sucesso), virou a cadeira para ela. Foi emoção do começo ao fim! Chorando, ela pediu um abraço e ouviu doces palavras do técnico: "Resolvi não te abandonar. Você topa o desafio? Esse programa te acolhe e oferece oportunidades", disse ele caminhando até a cantora. Bem-vinda à família The Voice Brasil, Dani!
Dani Lino cumprimenta participante no palco do 'The Voice Brasil' (Foto: Isabella Pinheiro/Gshow)
Ser ou não ser cantora?
O primeiro contato de Dani com a música veio ainda na igreja por causa da mãe, a cantora gospel Ludmila Ferber. No entanto, a participante do The Voice Brasil chegou a passar por momentos de dúvida.
“Eu achei que não pudesse ser cantora porque não tinha ligação com a religião. Eu pensava que isso poderia atrapalhar a carreira da minha mãe. Decidi que ia estudar Fonoaudiologia e compor para os outros. Depois de um tempo, concluí que não seria completa se não fosse cantora”, confessa.

Amor pela arte
Além da música e da Fonoaudiologia, Dani Lino tem outra paixão: o teatro. “Foi uma oportunidade. Entrei para substituir uma pessoa em uma peça e me chamaram para fazer. Eu fui e adorei. Viciei. Somos uma família lá”, comemora.
Dani Lino confessa que quase desistiu de ser cantora (Foto: Arquivo pessoal)Dani Lino confessa que quase desistiu de ser cantora (Foto: Arquivo pessoal)
Influências
Morando com a mãe e mais duas irmãs, a integrante do Time Carlinhos Brown tem ídolos que a inspiram bastante. “Sou completamente louca pelo John Mayer, Chico Buarque, Beyoncé, Jessie J. Esses são os mais influentes para mim”, diz.

Assista http://globotv.globo.com/rede-globo/the-voice-brasil/v/dani-lino-canta-meu-erro-e-vai-para-o-time-do-tecnico-carlinhos-brown/4525561/

6 comentários:

  1. Jamais... Ela é corajosa, e a participação dela no The Voice, não define nada, ela podem continuar tendo muita fé em Deus. E outra, sua mãe é outra pessoa. Não são obrigadas a serem iguais.
    Afinal cada qual tem suas escolhas. E a escolha da Dani Lino, não é de causar vergonha, mas muito orgulho, porque ela é uma boa cantora.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Whitney Houston e Elvis Presley também aprenderam a cantar na igreja, entre muitos outros, mas o desejo da fama e do sucesso lhes deram um triste fim. Quem nasceu pra ser águia não deve voar como andorinhas.

    ResponderExcluir
  4. Gente ninguém é obrigado a seguir a religião dos pais. Ela merece respeito, ela é uma pessoa e a mãe dela é outra.

    ResponderExcluir
  5. E o diabo claramente diz para ela: aqui eu te ofereço oportunidades.
    Que Deus a guarde! Que seja resgatada LOGO!

    ResponderExcluir