Header Ads


TOP 3: Os melhores álbuns pentecostais de 2015


 LUGAR: Cassiane | Eternamente | MK Music | Jairinho Manhães 
A volta da cantora Cassiane para a gravadora MK Music foi cercada de expectativas por parte do público, e o álbum que marcou sua volta conseguiu superar tudo que era esperado, trazendo um gostinho da antiga cantora que costumávamos ouvir em discos anteriores como ‘A Cura’ ou ‘Sementes da Fé’.
O CD ‘Eternamente’ foi precedido pela música ‘Minha Essência’, primeiramente escolhida como título do álbum, a canção composta por Tony Ricardo trouxe uma letra muito bem escrita e um refrão que fica facilmente na mente de quem ouve.
Produzido por Jairinho Manhães, o trabalho também traz grandes canções como ‘Pra Casa Eu Vou’, composta por Rogério Junior, pronta para se tornar um sucesso nas igrejas de todo o país, ‘A Carta’, escrita por Anderson Freire, extremamente poética e muito bem escrita, ‘A Oferta Sou Eu’ e ‘Tempo de Sacrifício’ que prometem emocionar muita gente e outras. 
O trabalho, mesmo lançado no fim do ano, mereceu estar na lista dos melhores discos pentecostais do ano, onde a cantora já esteve muito presente no passado.

 LUGAR: Gislaine e Mylena | A Voz de Quem Adora | MK Music | Ronny Barboza
A dupla Gislaine e Mylena lançou seu terceiro álbum pela MK Music, e depois de erros e acertos conseguiu acertar em cheio trazendo um grande trabalho.
'A Voz de Quem Adora' foi produzido por Ronny Barboza, trazendo 10 faixas prontas para terem uma boa repercussão nas rádios e igrejas do país. E apesar de ser não tão bem precedido nas rádios com o single 'Deu Tudo Certo', o disco apresentava canções fortes como 'Lugar de Vitória', 'O Noivo Vem', 'Hoje é o Dia do Milagre' e até mesmo a faixa título ‘A Voz de Quem Adora’, que deveria ser a faixa de trabalho.
O trabalho ainda apresenta participação da cantora Elaine de Jesus na música 'O Seu Nome é Jeová', muito bem escrita e produzida, como todo o resto do álbum.
Sendo muito bem recebido pelo público, é claro que o trabalho estaria presente na lista dos melhores álbuns pentecostais do ano, e ainda na vice liderança.

 LUGAR: Lauriete | No Olho do Furacão | Visão Music | Samuel Ribeiro
Depois de uma chuva de críticas em cima de seu álbum anterior, Lauriete entendeu o recado e começou a preparar um disco sucessor que chegaria bem perto dos trabalhos com grandes canções já lançados pela cantora.
'No Olho do Furacão' já deixou todo mundo ansioso somente pelo título divulgado com antecedência. E nos últimos dias do ano passado chegava de surpresa nas lojas de todo o país o álbum, sem nem um single oficialmente lançado, já que a repercussão da música 'Igual Não Há' surgiu de um áudio amador onde a cantora apenas interpretou a música cumprindo agenda em uma determinada igreja. E só isso bastou para causar uma expectativa enorme já que a música, composta por Anderson Freire, era realmente muito boa, e continha tudo que os conjuntos e as rádios queriam ouvir.
Produzido por Samuel Ribeiro e com distribuição da Visão Music, a primeira remessa de álbuns atrasou na fábrica chegando assim apenas 5 mil exemplares da segunda, se esgotando, obviamente, em pouquíssimo tempo e dando mais liberdade ainda para quem preferia fazer o download do álbum (infelizmente), pois a primeira tiragem, que já estava atrasada, demorou bastante para ser disponibilizada.
O disco trouxe de volta a Lauriete que estávamos acostumados e também com saudades de ouvir, apresentando uma forte canção de arrebatamento como 'O Grande Dia', canções bíblicas escritas por Anderson Freire como 'Casa de Amor', músicas que agradaram em cheio quem gosta de cantar nas igrejas como 'Mergulha', 'No Olho do Furacão', 'Ressuscitou' e 'Depois do Mar', ou mesmo canções sobre como nosso Deus é grande e incomparável, como em 'Igual Não Há', maior sucesso do álbum.
Por isso, sem dúvidas, foi o álbum pentecostal mais bem recebido e aclamado pelo público esse ano e não poderia faltar nessa lista, como também merecia o primeiro lugar, não ocupado pela cantora durante um bom tempo.

Por Herick Marques Diener

4 comentários:

  1. Amo o álbum da Gislaine e Mylena, pra mim foi um dos melhores de 2015. Pena que a MK colocou uma das piores músicas do CD como single.

    ResponderExcluir
  2. Cadê o cd da Rose Nascimento? Ah pfv né, bora ser imparcial ai, o dela ta um dos melhores de 2015.

    ResponderExcluir