Rede Globo desiste de investir na música gospel

A Globo perdeu o interesse de investir no mercado de música gospel. Em 2016, a emissora mais uma vez cancelou a edição nacional do “Festival Promessas”, grande show que era transformado em especial de fim de ano e que servia de vitrine para cantores e bandas contratados pela Som Livre, braço fonográfico do canal.
Com isso, o espaço para esta temática na emissora – que já não era dos maiores – volta a ficar bastante reduzido. Mesmo os grandes nomes da cultura gospel raramente participam dos programas de auditório; se considerarmos a dramaturgia esta é uma situação ainda mais rara.

Como lembrou o colunista Ricardo Feltrin, os olhos da Globo voltaram-se para este mercado quando a gravadora Line Records, da Record, fechou as portas em 2008. Isto porque Edir Macedo não acreditava no potencial da música como um instrumento de promoção da fé.
A consequência disso foi que, entre 2010 e 2014, o número de cantores que atuam no mercado gospel e foram contratados pela Som Livre “mais do que triplicou”, mas, pelo que se vê, essa abertura da Globo se fechou mais rápido do que os artistas esperavam.
Com informações RD1
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário