Header Ads


Silas Malafaia prova inocência e diz que foi vítima de abuso de autoridade


Após vários sites e canais de TV noticiarem a condução coercitiva do Pastor Silas Malafaia (presidente da Igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo), condução autorizada pelo juiz Ricardo Augusto Soares Leite, que também esta sendo investigado por acusações por "aliviar a barra" de amigos do filho do ex-presidente Lula.

O Pastor Silas acredita que foi vítima de abuso de autoridade, pois não havia provas que ligavam ele a operação que investiga a corrupção na cobrança de royalties da exploração de Recursos Minerais em diversas prefeituras no país ou na Operação Lava-Jato.

Silas conta que o cheque no valor de (R$ 100.000,00 cem mil reais) foi recebido como oferta pessoal de um empresario que também é advogado, após ele pedir que o Pastor Silas Malafaia orasse por sua causa na justiça.

A suspeita da Polícia Federal era que Silas Malafaia estava envolvido com lavagem de dinheiro.


O que significa Condução coercitiva ?
Condução coercitiva é uma forma impositiva de levar sujeitos do processo contra suas vontades, à presença de autoridades policiais ou judiciárias.

O Pastor foi surpreendido na manhã desta sexta-feira com agentes da Polícia Federal em sua residência no Rio de Janeiro para uma condução coercitiva.

Com base em suas provas com extratos bancários e um vídeo onde ele conta da oferta que recebeu, depositou e pagou imposto, Pastor Silas prova sua inocência contra as acusações.




http://www.flagrou.com

Nenhum comentário