Header Ads

Análise: CD "Acenda a Sua Luz" - Aline Barros



Aline Barros é um dos poucos nomes da música gospel que coleciona uma carreira de sucesso logo em seu primeiro trabalho e, no seu caso, antes mesmo disso, já que a música "Consagração" se tornou um clássico das igrejas de nosso país, sendo gravada originalmente no disco da Comunidade Evangélica Vila da Penha e solada pela cantora, servindo para espalhar sua voz pela nação.

Depois de vários discos inéditos, trabalhos infantis, coletâneas de sucessos, álbuns em conjunto, lançamentos em outras línguas e tantos outros materiais, sua carreira se tornou um pouco mais organizada depois de entrar para o time de cantores de uma das maiores gravadoras cristãs do país, a MK Music, iniciando a partir daí uma fase de ouro, ou melhor, de diamante, em seu ministério.

A trilogia de discos "Som de Adoradores", "Caminhos de Milagres" e "Extraordinário Amor de Deus" serviu para lhe consagrar como a cantora evangélica mais conhecida do país, não se limitando em ter suas músicas nas rádios e igrejas, mas, também, nas novelas e programas de televisão.

Uma mudança começou acontecer desde que ela quebrou o espaço de tempo entre um disco e outro quando lançou ao mercado o álbum "Graça", extremamente mais pop se colocado lado a lado com os seus trabalhos anteriores.

Depois de ganhar mais um Grammy para sua coleção, lançar mais um disco destinado a seu público infantil e unir o repertório de dois álbuns para um CD e DVD ao vivo, a cantora acaba de lançar ao mercado seu novo disco com músicas totalmente inéditas, e é dele que eu vou falar hoje.

O material foi produzido por Ruben di Souza, o qual os admiradores da cantora já estão acostumados, pois o mesmo trabalhou nos dois álbuns anteriores da artista.

O repertório da obra foi bem mais fechado dessa vez, trazendo nomes repetidos nas composições das treze faixas que integram a obra, além de músicas escritas pela própria intérprete. Acredito que alguns sentiram falta de canções compostas por Anderson Freire, nome frequente quando listamos os últimos sucessos da cantora.

Seus projetos gráficos nunca foram seu forte e, para este, as fotos foram feitas no Parque das Ruínas, em Santa Tereza, Rio de Janeiro, resultando em uma sessão de fotografia boa, mas não tão bem usada no resultado final do encarte, principalmente na capa.

Foram enviadas para a fábrica uma remessa de 15 mil exemplares que ainda estão rodando por muitas lojas do país, expondo que a crise chega até mesmo para aquela que já conseguiu ouro em apenas um dia.

Vamos falar sobre cada música presente no repertório do disco agora. Preparados?! 




01. Depois da Cruz | Composição: Pastor Lucas | Duração: 4:52

A música que abre o material também deu início as suas divulgações nas rádios do país e plataformas digitais, ganhando uma vídeo letra filmada no dia da sessão de fotos do encarte e, mais tarde, um music session bem recebido pelo público.

Seu conteúdo lírico fala sobre as mudanças que ocorreram em nossas vidas após o sacrifício de Jesus na cruz, especialmente para a remição de nossos pecados, nos dando livre acesso ao Pai.

Inicialmente achei uma escolha arriscada para usar como faixa de trabalho da obra, mas ouvindo o material como um todo, percebi que a música resume muito bem a proposta do disco.

O alto número de visualizações e reproduções para a música nas plataformas sugere que o público aprovou a nova música que, de fato, é boa.

"Como Ele Venceu / Eu também venci / Ele subiu ao céu / Eu também vou subir".


02. Igual a Ti Não Há | Composição: Delino Marçal | Duração: 4:46

Um dos nomes mais frequentes nas rádios do ano passado por algumas músicas próprias como "Deus é Deus" e "Sonhe Grande”, marca presença no disco como compositor desta faixa aqui.

Sua letra, inicialmente, fala sobre os milagres e maravilhas que podemos presenciar apenas usando nossa fé, e em seu refrão ouvimos sobre ser totalmente incomparável o único que pode fazer com que tais coisas aconteçam, Deus.

Seu refrão faz a canção fazer parte do time de faixas do álbum que você vai se pegar cantarolando depois de ouvir uma ou mais vezes.

Faltando pouco mais de um minuto para que a faixa se encerre, é emendado à música um momento "pós-canção”, que ficaria mais interessante se o disco fosse gravado no formato ao vivo ou, pelo menos, algumas de suas faixas, como essa.


03. Corre | Composição Pastor Lucas / Aline Barros | Duração: 3:43

A primeira música animada do disco de forma explícita, sua composição é uma parceria entre a cantora e o autor de algumas canções de sucesso dos últimos anos, como "Casa do Pai", da própria intérprete, "Deus de Detalhes" e "O Lugar" presentes no disco do compositor, "Tempo de Deus" de Elaine Martins, e várias outras.

A sua letra nos fala para se apressar quanto a anunciar a mensagem de salvação e a bastante próxima vinda de Jesus, tema não muito comum na discografia da artista, apresentando, ainda, o conceito que originou o título que o álbum leva em um dos seus trechos.
Os materiais da cantora sempre abrem espaços para músicas de celebração, que uma vez ou outra acabam fazendo sucesso entre os jovens, mas essa não é tão interessante quanto as que fazem parte dos discos anteriores, como "Vitória no Deserto", "Tudo é Teu", "Geração Bem-Aventurada" ou "Apaixonado".


04. Tua Presença é o Céu Pra Mim | Composição: Pastor Lucas / Aline Barros | Duração: 4:04

Desde que as primeiras prévias de canções presentes no disco começaram a ser liberadas pela própria cantora e, pude ouvir um pequeno trecho dessa faixa que estava inclusa em um dos vídeos, fiquei muito ansioso para ouvir o resultado final.

Achei que a música seria uma versão para o sucesso "Your Presence Is Heaven", do Israel Houghton, gravada até então pela própria cantora em seu mais recente disco em inglês e, também, pela cantora Pamela, em dueto com Mariana Ava, mas me surpreendi ao ver que as duas músicas só têm o título em comum.

Sua letra fala sobre o desejo e a necessidade que nós temos de estar perto de Deus, fazendo com que sua presença em nossa vida seja incomparável aos prazeres que temos aqui na terra.

Um music session já foi liberado para a música no canal oficial da gravadora da intérprete, e torço para que a canção seja escolhida como faixa de trabalho sucessória do disco para as rádios do país.

E antes que eu me esqueça, é uma boa dica para entrar nos repertórios dos ministérios de louvor e departamentos das igrejas espalhadas por aí.

"Desde quando te encontrei / O céu pra mim já começou". 




05. Grande e Simples | Composição: Samuel Silva / Pastor Lucas | Duração: 4:27


Na quinta faixa do material temos mais uma que pode ser adicionada à lista de músicas para quem gosta de cantar em suas respectivas congregações.

Seu conteúdo lírico fala sobre a dualidade de Deus, que tem a simplicidade como aliada para nos aproximar de seu amor e perdão, mas também é grande e extraordinário em seus feitos.

Tem sido uma das canções que mais tenho ouvido nos últimos dias e espero que ganhe em breve um music session para que tenha uma visibilidade maior entre o público, pois é bastante boa.

"Quem podia imaginar o Senhor dos senhores em uma manjedoura? / Quem podia esperar que viria o Rei que não tinha coroa / Quem podia imaginar o grande Pastor se tornando ovelha / Foi pra aquela cruz calado e os meus pecados perdoou".


06. Paulo e Silas | Composição: Pastor Lucas / Josué Godói | Duração: 4:58 

"Por volta da meia-noite, Paulo e Silas estavam orando e cantando hinos a Deus; os outros presos os ouviam. De repente, houve um terremoto tão violento que os alicerces da prisão foram abalados. Imediatamente todas as portas se abriram, e as correntes de todos se soltaram." Atos 16.25,36

É sempre comum ver músicas com esse mesmo tema em discos de cantores pentecostais, nos quais boa parte sempre se destaca nas igrejas. Mas, neste caso, vemos uma música de adoração que dá mais ênfase ao momento de louvor dos dois personagens bíblicos, mesmo em um momento de extrema dor.

Na metade do material fica mais do que claro que as canções que compõem o repertório da obra foram feitas exclusivamente para serem cantadas nas igrejas de todo o país, sendo uma questão de tempo para o objetivo se cumprir.


07. Encontro Perfeito | Composição: Marcelo Manhãs / Aline Barros / Duração: 6:05 

Quem está acostumado com uma enxurrada de músicas mais animadas que ficam intercaladas nos álbuns da cantora, principalmente no anterior, terá que se contentar com as várias faixas de adoração em sequência deste disco.

Trazendo um tema diferente em cada uma, esta fala sobre tirar um momento para buscar ao Senhor em clamor e oração, proporcionalmente o encontro da criação com seu criador, ou seja, o céu descer na terra devido à nossa intensa adoração a Deus.

Essa faixa me lembrou as músicas do disco "Som de Adoradores", um dos melhores em conteúdo e mais bem sucedidos da carreira da intérprete.


08. Ensina-me a Contar | Composição: Marcos Rodrigues / Ed Oliver / Aline Barros | Duração: 4:55

“Ensina-nos a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios." Salmo 90.12

Essa música foi uma das que a cantora liberou pequenos trechos ainda quando na fase de colocação de voz do material, já chamando a atenção do público para seu conteúdo lírico.

A letra desta faixa - uma das mais belas do disco, aliás - nos leva a pensar sobre como somos frágeis e como incerto é o nosso amanhã, pois só Deus sabe a quantidade de nossos dias e, mesmo em nossos dias na terra, precisamos da sua sabedoria e de seu amor para vivermos.

Tem sido uma das canções mais elogiadas pelo público da cantora através das redes sociais. 


09. Andar Sobre as Águas | Composição: Marcos Rodrigues / Ed Oliver / Aline Barros | Duração: 4:58 

Bom, só até aqui já podemos indicar, com toda certeza, este disco para que os dirigentes de ministérios de louvor e conjuntos de diversos departamentos possam comprar e selecionar músicas para serem cantadas nas igrejas do país.

Seguindo a linha das canções anteriores do material de extrema adoração, esta música fala sobre manter a fé e a confiança em Deus durante as diversas situações que enfrentamos na vida.

Tá ficando bastante clichê dizer em cada música que ela é boa para se cantar nas igrejas, né?

"Provarei a paz em meio ao mar / A cura em meio à dor / A Tua força em mim / Vencerei olhando para Ti, vivendo só pra Ti / Maravilhoso Jesus". 



10. Mergulhar | Composição: Pastor Lucas / Aline Barros | Duração: 3:54
Quebrando a linha sucessória de canções de adoração, essa música é a segunda de celebração presente no material, bastante adequada para cultos ou encontro de jovens. Sim, mais uma faixa boa para as igrejas. 

Em muitos discos de cantores, faixas do mesmo estilo que esta não costumam ter um conteúdo muito interessante em sua letra, já que sua intenção é fazer apenas as pessoas pularem e celebrarem, mas no caso da cantora, ela sempre une o útil ao agradável, como ouvimos em "Revolução" ou "Vitória no Deserto". 

Essa aqui faz uma comparação da presença de Deus com as águas de um oceano, se enchendo cada vez mais em cada mergulho. 

O vocal se destacou bastante nesta faixa, e o produtor não ficou nem um pouco atrás.


11. Valente | Composição: Pastor Lucas / Aline Barros | Duração: 3:51 

As músicas mais animadas que ficaram em falta na metade do disco foram empurradas para o final da obra, mas esta daqui poderia ter sido para fora do disco. 

Sua letra fala sobre adquirir coragem e força na palavra e no amor de Deus. 

Tem quem goste....


12. A Fé Em Ti | Composição: Marcos Rodrigues | Duração: 4:03 
Não tão animadas como as canções anteriores, mas, ainda sim mais agitada que outras da obra, esta faixa foi escrita por um compositor que também colocou suas mãos em outras músicas do material. 

Faz parte do grupo de músicas que a cantora liberou trechos em seu Instagram durante o processo de produção do disco, então o refrão já era conhecido de muitos. 

Sua letra fala sobre a importância de manter intacta a fé em Deus, citando alguns personagens bíblicos, como Abraão e Moisés. 

"A fé em Ti, Senhor, me faz saber / Que tudo o que eu espero em Ti vou receber / A fé em Ti, Senhor, é o que me faz viver / Pois tudo o que eu vejo em mim / Criado foi pelo que não se vê". 


13. Outro Não Há | Composição: Marcos Rodrigues | Duração: 3:55

A veia pop da cantora que ficou bastante explícita no álbum de músicas inéditas anterior, se mostra mais uma vez neste disco.

Mais uma música de celebração, desta vez avisando que o material está chegando ao seu fim, sendo compreensível, apesar das várias canções animadas em sequência. 

Por um lado falando em sua letra sobre o Deus incomparável que nós servimos, de outro, seu ritmo e produção me lembraram a de muitas músicas de cantores seculares. 

Fechou bem o disco! 


Se arriscando em não gravar novamente um disco ao vivo como boa parte de seus materiais mais bem sucedidos, a cantora conseguiu cumprir bem a missão de trazer músicas feitas especialmente para serem ouvidas em ministérios de louvor e conjuntos diversos pelas igrejas.

Quem gosta e cantou muito "Sonda-me, Usa-me", "Ressuscita-me" ou "Casa do Pai" já pode se preparar para interpretar "Depois da Cruz", "Grande e Simples", "Tua Presença é o Céu Pra Mim" e várias outras do material.

Obviamente, alguns pontos não somam para o lado positivo da obra como deixar as músicas mais animadas para o final da obra, incluindo algumas que não são tão boas em seu conteúdo lírico ou melodia, e alguns trechos que podemos chamar como "ministrações" da cantora, que ficariam mais adequadas caso o material fosse captado ao vivo.

Como um todo, a intérprete trouxe aos seus admiradores mais um disco com boas letras e músicas que farão com que várias pessoas venham a acenderem as suas luzes por aí.



Por Herick Marques Diener

Nenhum comentário