Header Ads

Há 15 anos Elaine de Jesus lançava o inesquecível álbum "Até o fim"


Depois do sucesso das músicas “Abra o coração” e “Na unção de Deus” lançadas do final da década de 90 em seu terceiro disco, a cantora Elaine de Jesus provou que conseguiria se superar e lançou dois anos mais tarde (2002) uma verdadeira obra prima do gênero pentecostal, o álbum “Até o fim”.

Produzindo mais uma vez com Jairinho Manhães, a cantora pode contar com o apoio de grandes músicos evangélicos na lista de instrumentistas, além de nomes como Cassiane, Jozyanne e Marquinhos Menezes fazendo os vocais de apoio.

A música “É demais”, que abre o material, se tornou um dos maiores sucessos do ministério da cantora e, surpreendentemente, quase ficou fora do repertório do CD, sendo inclusa de última hora a pedido do pai da intérprete, o Pr. Ouriel de Jesus.

O refrão pegajoso da faixa se espalhou por grande parte das igrejas pentecostais do país, sendo lembrado até os dias de hoje como marca registrada de Elaine.


“Quem chora pra Deus” aos poucos foi ganhando o reconhecimento do público. Composta pela dupla Daniel e Samuel, a canção se tornou o maior êxito da cantora visto atualmente, somando mais de quinze milhões de visualizações no YouTube e 200 mil execuções na plataforma de streaming Spotify.

“Quem chora pra Deus, tem resposta, porque Deus não suporta, ver a lágrima de um crente e não agir”, não tem como esquecer esse refrão, né?

Se a moda da época eram músicas que precisavam de muito fôlego para serem cantadas, nesse disco era o que não faltava. “Até o fim”, “Olha irmão”, “Ele é capaz” e “Homem dos milagres” não demoraram nada para tomarem conta dos conjuntos, gerando inclusive disputas, porque tanto as senhoras como os jovens e as crianças queriam cantá-las.


Quem queria cantar uma música para seu namorado ou marido também não ficaria desamparado, a última faixa do álbum é “Metade de mim”, primeira canção romântica gravada pela cantora, e que deu origem no ano seguinte ao primeiro disco conjunto com seu marido Alexandre Silva.

A faixa também se tornou um sucesso, sendo cantada por vários casais e sendo tema de vários casamentos e bodas.

Já para os amigos, a faixa oito “Tesouro do coração” foi inclusa especialmente para eles. Trazendo a participação de nomes como Lauriete, Vanilda Bordieri e Danielle Cristina, a canção é a escolha de muitos até os dias atuais para homenagear um amigo próximo, cantando em uma festa comemorativa ou usando frases de seus versos em posts nas redes sociais.


Os inúmeros sucessos do disco contribuíram significativamente para as mais de 500 mil unidades comercializadas em todo o país, sendo metade delas vendidas em poucos meses, levando a cantora a receber a placa comemorativa de Disco de Platina no palco do programa do Raul Gil, algo raro na época para cantores evangélicos.

Mesmo tendo suas várias canções tão presentes nos dias de hoje, esse ano o álbum comemora seus incríveis 15 anos de lançamento, mas continua inesquecível, né? 



Nenhum comentário