Header Ads


Há 16 anos Cassiane lançava o esperado álbum "Recompensa"


Se existia algum evangélico no país que não conhecia Cassiane, passou a conhecer graças ao sucesso das músicas “Com muito louvor”, “Hino da vitória” e “Oferta agradável a ti”, presentes no repertório de seu disco lançado em 1999 e que projetou seu nome nacionalmente.

A expectativa para seu álbum seguinte era, obviamente, imensa, já que o anterior tinha rompido barreiras e se consagrado como o primeiro disco cristão brasileiro a vender um milhão de cópias.

Foi em Setembro de 2001 que a cantora fez seu retorno com um material inédito. Intitulado como “Recompensa”, o material apresentava 14 faixas produzidas novamente por seu esposo Jairinho Manhães.

Distribuído para as lojas de todo o país pela gravadora MK Publicitá, seu sétimo disco por lá, na ficha técnica continha nomes de peso no mercado, tanto na lista de instrumentistas como na do backing vocal, onde apareciam cantores como Eyshila, Jozyanne, Marquinhos Menezes e Betânia Lima.


Durante todo o período de gravação de voz e sessão de fotos a cantora estava grávida de seu segundo filho que nasceria alguns meses depois com o nome de Caio, sucedendo a pequena Jayane.

Era esperado que somente trazendo o nome da cantora na capa já garantiria vários exemplares vendidos devido à força de seu CD anterior, mas esse álbum fez história por si mesmo ao conter músicas inesquecíveis para as igrejas de todo o Brasil.

É difícil escolher os maiores sucessos do repertório da obra, mas o páreo fica entre “Minha benção” e “500 graus”. A primeira se tornou bem sucedida em todas as rádios e igrejas do país, chegando a ser regravada mais tarde pelo Padre Marcelo Rossi. Enquanto a outra foi cantada pelos conjuntos das congregações exaustivamente, e seu título diferenciado acabou apelidando a cantora por seu estilo inconfundivelmente pentecostal. Ambas se consagraram como um dos maiores sucessos de todos esses anos de ministério da intérprete.

A faixa título “Recompensa” também não ficou de fora dos êxitos do CD. Escrita pela cantora Rozeane Ribeiro, a forte canção trazia um teor missionário, por isso foi executada em vários jograis de cultos de missões, por ser uma mensagem para quem não tem medo de dar a vida pelo evangelho. 


Tinha músicas para os corais (“Eis-me aqui” e “Cristo está comigo”), corinhos de fogo (“Aqui tem gloria”, “Vitória pra você” e “500 graus”), ótimas canções para quem gostava de cantar solo ou em conjunto (“Deus responde”, “Não reclame”, “Muita unção” e “Deus faz”), e ainda uma faixa especial para peças e jograis sobre a crucificação de Jesus (“Dia inesquecível”, escrita por Rayssa e Ravel).

Em poucas semanas cerca de 250 mil peças foram reproduzidas e enviadas para as livrarias evangélicas do país, garantindo rapidamente mais um Disco de Platina para sua coleção. Ao todo, estima-se que tenha vendido mais de 750 mil unidades do álbum, se tornando seu segundo material consecutivo multiplatinado. Se somar as vendas do disco voz com as de seu playback, facilmente mais de um milhão de exemplares 
da obra foram vendidos.

O material foi lançado há 16 anos, mas a cantora colhe a “recompensa” por um álbum tão bem feito até os dias atuais.


Nenhum comentário