Maria Madalena: Filme da Universal Pictures dá destaque ao papel da mulher numa versão inédita da história


Na semana da comemoração ao dia internacional da mulher, 8 de março, muito se comenta sobre o papel feminino na sociedade atual. Cada ano que passa mais mulheres tomam posições nunca antes conquistadas nos âmbitos sociais, políticos e econômicos, dando ainda mais sentido ao porque da data ter sido criada, em 1977, pela Organização das Nações Unidas.

Sob o olhar inédito do diretor Garth Davis e das roteiristas Helen Edmundson e Philippa Goslett, o filme Maria Madalena, que estreia no próximo dia 15 de março traz uma mulher corajosa, temente aos ensinamentos de Cristo e que verá sua vida transformada após caminhar com Ele.

Mesmo contra sua família e a hierarquia social da época, Maria Madalena se torna uma discípula de Jesus e uma das líderes responsáveis por espalhar sua Palavra. Mesmo considerada uma das personagens mais incompreendidas da bíblia, agora, o público poderá conhecer essa história pela perspectiva feminina de uma das testemunhas oculares da ressurreição de Cristo e, principalmente, o antes e depois da personagem e sua verdadeira transformação quando decide seguir Jesus. Para Philippa Goslett, uma das roteiristas do filme, sua maior motivação era incorporar uma ótima feminina ao longa: “A ideia de ver a história de Jesus por um ponto de vista feminino estava na mudança que isso traria.”, conta.

Rooney Mara, atriz duas vezes indicada ao Oscar, é protagonista do filme. Para ela, que admitiu ter começado a olhar de uma forma mais carinhosa para a história após as filmagens, poder ver um filme exclusivamente sobre Maria Madalena é incrível. “Maria Madalena é conhecida em geral como uma prostituta, e isso não é verdade. O filme mostra de onde ela vem e quem ela é de verdade”, afirma a atriz.

Perdão, misericórdia e humanidade.

CEO da 360 WayUp, empresa que a ficou conhecida por participar de grandes projetos no mercado cristão cinematográfico, Ygor Siqueira conta que o filme Maria Madalena retrata a personagem como figura chave no ministério de Jesus. Ele, que assistiu ao filme na Universal Pictures há um mês, destacou pontos interessantes na história.

Além das atuações impecáveis dos atores, Ygor ressaltou que os ensinamentos encontrados no filme a respeito das mulheres são muito significativos. “Numa das cenas do filme, Jesus diz para as mulheres que elas possuem um espírito tão importante quanto de seus pais e maridos, logo, devem ser tratadas como um ser único, não subjugadas. Ele também ensina que elas devem obedecer a Deus e que devem aprender a perdoar. Algo que serve, é claro, não só para as mulheres, mas para a época, você percebe com isso um Jesus muito amoroso com todos, independente de quem fosse.”

Ygor ainda destaca que Maria foi um instrumento nas mãos de Jesus para alcançar outras mulheres na época. “Jesus, como sempre muito sábio, fez com que Maria fosse alguém em quem as mulheres pudessem se inspirar e confiar, gerando assim identificação e propagação da Sua palavra através das mulheres.”.

Além da brilhante atuação de Rooney Mara, Maria Madalena traz Joaquin Phoenix interpretando Jesus, Chiwetel Ejiofor no papel de Pedro e, para Judas, Tahar Rahim completando elenco. A direção fica a cargo de Garth Davis, do indicado ao Oscar “Lion – Uma Jornada para Casa”.

Sinopse – Maria Madalena (Mary Magdalene)

Maria Madalena, uma das figuras mais enigmáticas e incompreendidas da bíblia. O antes e o depois da mulher que encontrou em Jesus uma nova maneira de viver. Desafiada pela própria família e hierarquia social da época, Maria (Rooney Mara) decide seguir a Jesus até Jerusalém, se tornando assim, discípula e uma das responsáveis por espalhar seus ensinamentos.

Assista ao trailer de Maria Madalena - Dia 15 de março nos cinemas

Nenhum comentário